Alfabeto e Pronúncia da língua espanhola

352

Para começar a aprender um idioma, é indispensável conhecer o alfabeto utilizado e sua pronúncia. Uma pronúncia correta é o segredo para evitar mal-entendidos, este artigo servirá como um guia básico para a pronúncia correta.

A seguir comentamos sobre algumas letras do alfabeto, do ponto de vista do espanhol. O objetivo é ajudá-lo a entender o alfabeto espanhol básico e sua pronúncia:

letrasoletra-se comoletrasoletra-se como
A,aaÑ,ñenhe
B,bO,oô
C,cP,p
D,dQ,qcu
E,eêR,rerre
F,fêfeS,sesse
G,gjiêT,t
H,hatchêU,uú
I,iiV,vuve
J,jjotaW,wuve doble
K,kX,xequis
L,lelêY,yye, i griega
M,nemeZ,zzeta
N,nene

O espanhol também inclui algumas letras em seu alfabeto: ch (chê), ll (eiê ou iê), e rr (um r pronunciado). Em espanhol, algumas letras e dígrafos presentes no português não são utilizados, observe abaixo:

  • Ç (março – marzo / açúcar – azúcar / pontuação – pontuacíon)
  • NH (espanhol – español / cozinha – concina)
  • LH (olho – ojo / detalhe – detalle)
  • SS (passar – pasar / possessão – posesíon).

Consoantes

As consoantes tendem a ter o mesmo som, tanto em português quanto em espanhol. Apenas algumas consoantes em espanhol diferem de suas respectivas em português, a seguir examinamos de perto a pronúncia dessas consoantes e como funcionam.

Dentro do mundo hispânico, as consoantes podem ser pronunciadas de maneiras diferentes. Por exemplo, na Espanha, a consoante z possui uma pronúncia bem particular, realizada com a língua entre os dentes. (A América Latina em geral não usa esse som, em todos os outros países de fala hispânica, o s e o z possuem o mesmo som).

Como em português, uma consoante é qualquer som que precisa de uma vogal ao lado para que possa ser pronunciado. Por exemplo, falar a letra t sozinha pode ser um pouco difícil para um falante hispânico. Para o ouvido hispânico, pronunciar a t soa como “te” (teh). Da mesma maneira, o nativo fala ese (esse) quando pronuncia a letra s.

A letra K

Em espanhol, a letra k é usada somente em palavras que tenham sua origem em línguas estrangeiras. Essa letra é frequentemente vista em kilo (quilo), cujo significado em grego é “mil”. Um exemplo é kilómetro (ki-lo-me-tro) – uma medida de mil metros de distância.

A letra H

Em espanhol, a letra h é sempre muda a menos que seja seguida de c, como em ch (tchê). A seguir estão alguns exemplos do h espanhol:

  • hada (a-da) (fada)
  • hola (o-la) (olá)
  • huevo (ue-bo) (ovo)
  • hueco (ue-co) (oco)

A letra J

A letra j parece com um r gutural. Normalmente, a pronúncia se parece à pronúncia de “dois erres”. Agora, pronuncie o rr, mas levante a parte de trás da língua, como se fosse pronunciar um k. Empurre o ar com força e terá o som.

Para sinalizar que precisa fazer esse som, usamos um R em maiúscula, tente produzir esse com som com estas palavras:

  • Cajamarca (ka-Ra-mar-ca) (uma cidade do Peru)
  • cejeta (ka-Re-ta) (molho espesso feito de leite e açúcar)
  • cajón (ka-Rón)
  • jadeo (Ra-de-o) (arquejo)
  • jamás (Ra-más) (jamais)
  • forajido (fo-ra-Ri-do) (foragido).
  • Jijón (Ri-Rón) (uma cidade da Espanha)
  • jota (Ro-ta) (nome da letra j, também é uma dança folclórica espanhola)
  • tijera (ti-Re-ra) (tesoura)

A letra C

A letra c, diante das vogais a, o, u, soa como a letra k.

  • acabar (a-ka-bar) (acabar)
  • café (ka-) (café)
  • casa (ka-sa) (casa)
  • ocaso (o-ka-so) (pôr do sol)

Quando a letra c se encontra antes das vogais e, i, ela soa como um s.

  • acero (a-se-ro) (aço)
  • cero (se-ro) (zero)
  • cine (si-ne) (cinema)

Na maior parte da Espanha, especialmente no norte e na zona central, a letra c é pronunciada como z quando diante das vogais e, i. Na América, o c é suave diante das vogais e, i. Como no caso da palavra Cecília (igual ao português).

As letras D e T

A letra d é pronunciada como em “dar”. Não ocorre som “dji”, junto às vogais e e i. Exemplos: dedicacíon (dedicação), día (dia).

A letra t é pronunciada como em “transporte”, com som seco. Não ocorre o som “tchi”, junto às vogais e e i. Exemplo: tía (tia), sentimiento (sentimento).

As letras S e Z

Na América Latina, as letras s e z soam como um s, como em cariñoso (ka-ri-nho-so) (carinhoso) e zapato (sa-pa-to) (sapato).

  • asiento (a-sien-to) (assento)
  • sol (sol) (sol)
  • zarzuela (sar-sue-la) (opereta de estilo espanhol caracterizada por diálogos e temas satíricos)

Tanto na Espanha, quanto na América Latina, a letra z não possui o som de z, mas sim de s.

As letras B e V

As letras b e v são pronunciadas da mesma maneira, o som sendo uma mistura das duas letras. Este é um som intermediário, mais parecido com um b do que com um v. Se posicionar os lábios e os dentes para fazer o som de v e então tentar fazer o som de um b, terá conseguido.

  • cabeza (ka-be-sa) (cabeça)
  • vida (bi-da) (vida)
  • violín (bio-lín) (violino)

A letra Q

O espanhol não utiliza muito a letra k. Quando a língua deseja um som de k na frente das vogais e e i, ela desenvolve uma combinação de letras qu. Portanto, quando lemos a palavra queso (ke-so) (queijo), sabemos de imediato que devemos pronunciar como uma letra k.

  • Coquimbo (ko-kim-bo) (uma cidade no Chile)
  • paquete (pa-ke-te) (pacote)
  • pequeño (pe-ke-nho) (pequeno)
  • tequila (te-ki-la) (bebida alcoólica mexicana)

A letra G

Em espanhol, a letra g possui uma dupla personalidade, assim como a letra c. quando combinamos a letra g com uma consoante ou quando a vemos à frente das vogais, a, o e u, ela soa como o g em ganso.

  • begonia (be-go-nia) (begônia)
  • gato (ga-to) (gato)
  • gracias (gra-cias) (obrigado)

A letra g muda de personalidade na frente das vogais e e i. Ela soa como a letra j em espanhol (ou como rato, em português) o que sinalizamos a seguir com a letra R maiúscula.

  • agenda (a-Ren-da) (agenda)
  • gerente (Re-ren-te) (gerente)
  • gigante (Ri-gan-te) (gigante)
  • generoso (Re-ne-ro-so) (generoso)

Para escutar o mesmo som de g, como em gato, na frente das vogais e e i, então precisará inserir uma letra u, usando gue e gui.

  • guía (ghi-a) (guia)
  • guiño (ghi-nho) (piscada)
  • guerra (ghe-ra) (guerra)

As letras R e L

A letra l pronuncia-se como no português, mas nunca possui som de u, como por exemplo “auto” (ao invés de “alto”). Exemplo: ilusión (ilusão), verosímil (verossímil).

A letra r no início de palavra, é vibrante como o “r” do inglês em “red”. Exemplo: recibir (receber).

A letra X

Em início de palavra ou diante de consoantes, possui som de “ss”. Exemplo: xerocopia (xerocópia), extraño (estranho). Quando for seguida por vogal (mesmo quando antecedida de “h”), possui som de ks. Exemplo: examen (exame), exhibición (exibição).

Consoantes duplas

O espanhol possui duas consoantes duplas: ll e rr. Elas são consideradas letras singulares e cada uma delas possui um som único. Como essas consoantes são consideradas singulares, elas permanecem juntas quando separamos as sílabas. Por exemplo, a palavra calle (ka-yê) (rua) aparece como ca-lle. E torre (to-rre) (torre), se separa assim: to-rre.

A letra LL

A consoante ll soa como um i, exceto na Argentina e no Uruguai.

Os argentinos e os uruguaios pronunciam essa consoante como um som intermediário entre um l e um i. Este som não é difícil de ser pronunciado, a maneira como reproduzimos este som no português é a exata maneira como se fala na Argentina e no Uruguai.

A seguir utilizamos o som da letra y, que é a pronúncia do ll em 18 dos 20 países onde o espanhol é a língua falada.

  • brillo (bri-yo) (brilho)
  • llama (ya-ma) (chama, também é um animal do Peru)
  • lluvia (yu-bia) (chuva)

Em algumas regiões da Espanha, o som é mais suave, assemelhando-se ao lh, como em português, ficando algo próximo a calle (ka-lhe).

A letra RR

O rr soa como um forte r enrolado. De fato, cada r é fortemente pronunciado em espanhol, mas o r dobrado é muito mais. Para enrolar um r, encoste a língua contra o céu da boca, como se fosse pronunciar a palavra rato e direcione o fluxo de ar sobre a língua. Isso deve fazer a língua vibrar contra o céu da boca, produzindo o som.

Uma maneira fácil de reproduzir esse som é falar a letra r e fazer soa como se fosse um motor de barco. Os falantes de espanhol sentem um prazer especial ao enrolar os seus erres. Um fato divertido sobre o rr é o de que nenhuma palavra começa com ele.

  • carrera (ka-rre-ra) (corrida, profissão)
  • correo (ko-rre-o) (correio)
  • tierra (tie-rra) (terra)

A letra CH

Possui som de tch, como em “tchau”. Alguns exemplos são:chico (tchi-co) (menino), chantaje (tchan-ta-Re) (chantagem).

A letra Y

Esta letra representa sons muito similares ao h. Os argentinos e os uruguaios pronunciam este som de maneira diferente do resto da América Latina. Aconselhamos que o pronuncie como um y.

  • playa (pla-ya) (praia)
  • yema (ye-ma) (gema, também a ponta dos dedos)
  • yodo (yo-do) (iodo)

Junto as vogais, possui som semelhante a j. Exemplos: yo (eu), ayudar (ajudar). Quando estiver em fim da palavra, possui som de i. Exemplos: estoy (estou), Uruguay (Uruguai). Em espanhol, a letra y nunca é uma vogal, ela é sempre uma consoante.

A letra Ñ

Quando vemos o sinal gráfico til (~) em cima da letra n, como em ñ, usamos o som nh como na palavra canhão e rainha, em português. O sinal é chamado de tilde (til-de).

  • cuñado (ku-nha-do) (cunhado)
  • mañana (ma-nha-na) (amanhã)
  • niña (ni-nha) (menina)
  • muñeca (mu-nhe-ka) (boneca)

Vogais

Entre o português e o espanhol, a maior similaridade é certamente na maneira como as vogais são escritas e pronunciadas. Assim como no português, no espanhol as vogais possuem apenas um som.

Nas próximas linhas falamos sobre as cinco vogais. Elas são a (a), e (ê), i (i), o (ô), u (ú). O espanhol vê cada uma dessas vogais isoladamente e produz sons ao combinas as vogais em pares.

As vogais em espanhol a, e, i, o e u são pronunciadas em staccato, como na partitura musical que pede que se toque uma nota com um toque curto e seco, sem sons arrastados.

A vogal A

Quando criança, quase todos nós cantamos o ABC. Em espanhol, a vogal a que inicia a canção é pronunciada como a, igual ao português.

  • Caracas (ka-ra-kas) (capital da Venezuela)
  • mapa (ma-pa) (mapa)
  • Guadalajara (gua-da-la-Ra-ra) (uma cidade do México)

A vogal E

Para se ter uma ideia de como o som e em espanhol é, sorria gentilmente, abra a boca e diga “ê”. O som deve parecer como na palavra em português “cabelo”.

O som do e é sempre fechado, como em “você” do português. Não ocorre som de i em fins de palavras, como por exemplo “eli” (ao invés de “ele”).

  • pelele (pe-le-le) (boneca de pano, pelúcia)
  • pelo (pe-lo) (cabelo)
  • seco (se-ko) (seco)

A vogal I

Em espanhol, a vogal i soa como i em português.

  • irritar (i-rri-tar) (irritar)
  • piña (pi-nha) (abacaxi)
  • pintar (pin-tar) (pintar)

A vogal O

Os falantes de espanhol posicionam a boca em uma círculo, como se prestes a beijar uma flor. Se parece ao o em português, porém um pouco mais curto.

O som do o é sempre fechado, como no primeiro o de vovô, em português. Não ocorre som de u em fins de palavras, como por exemplo “velhu” (ao invés de “velho”).

  • coco (ko-ko) (coco)
  • Orinoco (o-ri-no-ko) (um rio da Venezuela)
  • Oruro (o-ru-ro) (uma cidade da Bolívia)
  • toronja (to-ron-Ra) (toranja)

A vogal U

A quinta e última vogal no espanhol é a letra u e ela soa da mesma maneira em português, como em lua.

  • cuna (ku-na) (berço)
  • cuñado (ku-nha-do) (cunhado)
  • cúrcuma (kur-ku-ma) (cúrcuma)
  • curioso (ku-rio-so) (curioso)
  • fruta (fru-ta) (fruta)
  • luna (lu-na) (lua)
  • tuna (tu-na) (figo da Índia)

Vogal seguida de N

São elas: an, en, in, on, un – Palavras como banco, onda e mundo não possuem som anasalado, como no português. Em espanhol, o som é mais aberto. O mesmo ocorre com palavras terminadas em vogal + n. Exemplo: hablan (falam), corazón (coração).

Ditongos

A palavra ditongo é originária do grego, em que di- significa dois e -tongo vem de uma palavra muito parecida que significa som ou voz. De maneira simples, essa palavra significa “som duplo”.

A palavra em espanhol é diptongo (dip-ton-go). Os diptongos são uma combinação de duas vogais, do ponto de vista hispânico. Por exemplo, i e o se combinam para forma io, como em patio (pa-tio) (quintal ou pátio).

Juntando fraco com forte (sílabas átonas e tônicas)

Os diptongos são sempre feitos de uma vogal fraca (átona) e outra forte (tônica). O nome de vogal “fraca” (átona) ou “forte (tônica) é uma convenção da língua espanhola. Para os falantes de espanhol, iu são vogais fracas (átonas), sobrando a, e e o como vogais fortes (tônicas). A convenção vem do fato de que as ditas vogais fortes (tônicas) sempre são dominantes no ditongo.

Para visualizar esse conceito de átona ou tônica, considere uma flauta e um trombone. O som da flauta é, sem dúvida, mais próximo do i e u do espanhol, enquanto o trombone soa mais como as vogais a, e e o.

Qualquer combinação de uma vogal átona e uma vogal tônica forma um diptongo (dip-ton-go), o que significa que elas permanecem juntas em uma mesma sílaba. De fato, elas não apenas se juntam, grudam como cola e não podem ser separadas.

No diptongo, a ênfase cai sobre a vogal tônica. Um acento alerta quando a ênfase cai sobre uma vogal átona. Na combinação de duas vogais átonas, a ênfase está na segunda vogal.

  • bueno (bue-no) (bom)
  • cuando (cuan-do) (quando)
  • fiar (fiar) (fiar)
  • fuera (fue-ra) (fora)
  • suizo (sui-so) (suíço)
  • viudo (biu-do) (viúvo)

Separando a tônica da tônica

Quando duas vogais tônicas se juntam, elas não forma um ditongo. Em vez disso, elas mantêm seus valores separados, portanto, é preciso colocá-las em sílabas separadas. A seguir alguns exemplos:

  • aorta (a-or-ta) (aorta)
  • feo (fe-o) (feio)
  • marea (ma-re-a) (maré)
  • mareo (ma-re-o) (tontura)

Observe que a mudança de uma letra, em mareo e marea, por exemplo, pode mudar o significado de uma palavra. Este fenômeno das letras ocorre em espanhol, como no português.

Em espanhol, uma sílaba sempre possui mais ênfase, ou seja, deve-se pronunciá-la mais forte que as outras. Em palavras de uma única sílaba é fácil encontrar a ênfase. Mas muitas palavras possuem mais de uma sílaba…

Procurando pela sílaba tônica

Em espanhol, a ênfase correta no momento certo é algo importante e, felizmente, é fácil encontrá-la. Se não houver nenhum sinal gráfico ou acento, há duas regras a serem seguidas:

Você dá ênfase à sílaba próxima à última quando a palavra termina em uma vogal, um n ou um s. Veja alguns exemplos:

  • camas (ka-mas) (camas)
  • mariposas (ma-ri-po-sas) (borboletas)
  • pollo (po-yo) (frango)

Você dá ênfase à última sílaba quando a palavra termina em uma consoante que não seja um n ou s. Veja estes exemplos:

  • cantar (kan-tar) (cantar)
  • feliz (fe-lis) (feliz)

Se a palavra não se encaixa nessas duas regras, ela possui um sinal gráfico ou acento indicando onde está a sílaba tônica.

Os advérbios que terminam em -mente (equivalente no português a -mente) possuem duas sílabas com ênfase, pois mantêm a ênfase da palavra inicial e a do sufixo -mente. Por exemplo, generalmente (Re-ne-ral-men-te). Muitas palavras compostas possuem duas sílabas tônicas, como no caso de electromagnético (e-lec-tro-mag-ne-ti-co).

Observe as sílabas tônicas

Uma vantagem aos termos o sinal gráfico ou acento em uma sílaba é que ele lhe diz de imediato onde está a sílaba tônica, basta olhar a palavra. O acento não afeta a pronúncia da vogal, apenas o acento da sílaba. Aqui estão alguns exemplos de palavras com acentos:

  • balcón (bal-kon) (balcão)
  • carácter (ka-rak-ter) (caráter, personalidade)
  • fotógrafo (fo-to-gra-fo) (fotógrafo)
  • pájaro (pa-Ra-ro) (pássaro)

O sinal gráfico ou acento nem sempre é uma indicação de acento em uma sílaba. Ele também é usado em algumas palavras monossilábicas para distinguir o significado de duas palavras que seriam, se não fosse usado, idênticas. A tabela abaixo lhe dará alguns exemplos:

AcentuadaSignificadoSem acentoSignificado
dar (subjuntivo do verbo dar)dede
éleleelo
másmaismasmas
memimeu/minha
eu sei, sersesi mesmo
simsise
chátete
tututeu/tua
¡vé!vá!vever

- Publicidade -

Artigos recomendados