Alfabeto e pronúncia

73

Tudo o que você precisa saber sobre a língua finlandesa e sua pronúncia. O alfabeto finlandês tem 26 letras. Só que em finlandês há uma pequena peculiaridade: a combinação das letras ij (Ex.: vrij; pt.: livre) é visto, principalmente na língua coloquial, como uma letra só.

Na tabela abaixo você tem uma visão geral sobre o alfabeto finlandês e a pronúncia de cada letra.

Letra Finlandês Pronúncia Som no português*
A, a haara (a bifurcação) [a] alface, casa
B, b bensa (a gasolina) [b] banana, bravo
C, c celsiusta (centígrados) [ss] som de “ss” você
D, d side (a faixa) [d] nunca “dj” dedo, dado
E, e hevonen (o cavalo) [ε] som de “ê” anel
F, f firma (a empresa) [f] faca
G, g gorilla (o gorila) [g] gato, garrafa
H, h halpa (barato) [h] house (inglês)
I, i hiha (manga) [i] cima, vida
J, j maja (a cabana) [ii] pais
K, k aika (o tempo) [k] maca, quilo
L, l kylmä (frio) [l] lavar, lado
M, m marja (frutos silvestres) [m] mar, Maria
N, n sieni (o cogumelo) [n] nuca, nota
O, o omena (a maçã) [ɔ] “ô” fechado só, soro
P,p apina (o macaco) [p] papel, pedra
Q, q Qatar [k] casa, quilo
R, r reikä (o buraco) [r] caro, mara
S, s satu (a fábula) [s] nunca “z” sede, sapo
T, t sateenkaari (o arco-íris) [t] nunca “tch” teto, tudo
U, u kuu (a lua) [u] puro
V,v laiva (o navio) [v] vaca, verde
W, w watti (watt) [w] som de “v” van, vaca
X, x luxemburgilainen (luxemburguês) [ks] xi, axila
Y, y mylly (o moinho) [i], “i” fechado Mühle (alemão)
Z, z zeppeliini (o zepelim) [ts] tsé-tsé
Å, å Åland (a ilha Åland) [a] “a” aberto Småland (inglês)
Ä, ä mäki (o morro) [æ] hat (inglês)
Ö, ö pöllö (a coruja) [œ], sempre aberto Hölle (alemão)

Estrutura fonológica

A estrutura fonológica finlandesa tem grande semelhança com a do japonês, idioma com o qual compartilha algumas palavras comuns (embora com significados totalmente diferentes) e que alguns linguistas especulam que tenha um longínquo parentesco.

As vogais predominam na fala e os encontros consonantais são muito raros. Também é comum a existência de vogais e consoantes duplicadas. Existe o fenômeno da harmonia vocálica, assim como as demais línguas fino-permianas, e oposição entre as vogais “anteriores” (a, o, u) e as vogais “posteriores” (ä, ö, y).

Regras de pronúncia

Todas as letras são pronunciadas, as letras dobradas, tanto vogais como consoantes, têm um som mais longo, porém contínuo, não se pronunciam como duas letras separadas.

A sílaba tônica ou acentuada é sempre a primeira, não importa o tamanho da palavra.

A maioria das letras é pronunciada como em português, com as seguintes exceções:

  • A letra Ä pronuncia-se um A e um E ao mesmo tempo (pronunciar um E com a boca um pouco mais aberta como um A).
  • A letra Ö se pronuncia mais ou menos como um Ö alemão, mas a variação na duração da vogal não afeta na qualidade. ÖÖ é mais longo que Ö mas não tem som diferente, como em ‘hören‘ e können‘ em alemão.
  • A letra Y se pronuncia como um I fechado, como a letra U em francês.
  • A letra J se pronuncia como a letra I em português.
  • A letra H tem som aspirado como em inglês ou como o RR carioca na palavra carro.
  • A letra R se pronuncia como a letra R arara.

Letras cujo som não é igual no português

h – som igual ao “h” do inglês como em “house” (é igual ao som do “h” no espanhol – um “r” não vibrante)
j – ii
y – igual ao som de um i fechado fazendo biquinho com a boca – o som sai mais da garganta
z – som de “ts” (aparece em palavras estrangeiras)
ä = som de “a” aberto (intermediário entre á e é)
ö = som de “e” fechado intermediário entre ê e ô fazendo biquinho – o som sai mais da garganta

Vogais duplas

São faladas de forma mais prolongada que as simples e sem pausa.

aa – aava (amplo, vasto, largo)
ee – meetvursti (salame)
ii – kiitos (obrigado, grato)
oo – rooli (papel)
uu – uutuus (novidade)
ää – määrä (número, quantidade)
yy – myynti (venda)
öö – insinööri (engenheiro)

Consoantes duplas

k, p, t, b, d, g – se faz uma parada como se soletrasse:

kk – kukka (flor) – se diz: ku-ka
pp – oppia (aprender) – se diz: op-pia
tt – jätättä (atrasar) – se diz: jätät-tä

Consoantes duplas com som prolongado

ll – kello (relógio) – se diz: kel-lo (mas sem pausa)
mm – kommunikea (comunicado) – se diz: kom-munikea (mas sem pausa)
nn – kennel (canil) – se diz: ken-nel (mas sem pausa)
rr – herra (senhor) – se diz: her-ra (não é como em erra no português; “rr” tem o som de r de maré só que duplo)
ss – kassa (caixa) – se diz: kas-sa (mas sem pausa)
ng – helsingissä – se diz: helsin-gis-sä(mas sem pausa) – o som do “g” é quase imperceptível

Ditongos

ai – aikataulu (horário)
au – auto (carro, automóvel)
ei – ei (não)
eu – eukko (velha, velhota)
ie – kieli (língua, idioma)
iu – tiukka (apertado, estreito)
oi – toimi (ocupação, emprego)
ou – koulu (escola)
ui – muinoin (antigamente)
uo – kuorsata (roncar, ressonar)
äi – äiti (mãe)
äy – näytös (demonstração, exibição)
yi – myrskyisä (tempestuoso, tormentoso)
– työ (trabalho, serviço)
öi – öinen (de noite, noturno)
öy – löytää (encontrar, achar)

As palavras finlandesas tem a sílaba um pouco mais forte na primeira. Não existe acento, e não há oxítonas, paroxítonas, proparoxítonas.

As letras b, f, g não existem nas palavras genuinamente finlandesas. As letras c, q, w, x, z somente aparecem em nomes e porque originários de outros idiomas.

Harmonia vocálica

No finlandês, existem três classes de vogais — posterior, anterior, e neutra, onde cada vogal posterior forma um par com uma vogal anterior. Terminações gramaticais tal como caso e terminações derivacionais — mas não enclíticas — têm apenas vogais arquifonêmicas, que são compreendidas como qualquer A, U, O ou Ä, Y, Ö, mas nunca ambos, dentro de uma única palavra.

Da harmonia vocálica segue-se que a sílaba inicial de cada única palavra (não-composta) controla a posterioridade e o verso da palavra inteira. Não inicialmente, a vogal neutra está transparente para afetar uma vogal harmônica. Em silaba inicial:

  1. Uma vogal anterior faz todas as sílabas não-iniciais compreenderem vogais anteriores (ou neutras). Ex: pos+ahta+(t)a → posahtaa
  2. Uma vogal posterior faz todas as sílabas não-iniciais compreenderem vogais posteriores (ou neutras). Ex: räj+ahta+(t)a → räjähtää
  3. Uma vogal neutra age como uma vogal posterior, mas não controla a posterioridade ou a anterioridade da palavra: se houver vogais anteriores em sílabas não-iniciais, a palavra age como se começasse com vogais anteriores, mesmo se elas vêm de terminações derivacionais. Ex: sih+ahta+(ta) → sihahtaa cf. sih+ise+(t)a → sihistä

Por exemplo:

  • kaura começa com vogal anterior → kauralla
  • kuori começa com vogal anterior → kuorella
  • sieni começa sem vogais anteriores → sienellä (não *sienella)
  • käyrä começa sem vogais anteriores → käyrällä
  • tuote começa com vogais anteriores → tuotteeseensa
  • kerä começa com uma vogal neutra → kerällä
  • kera começa com uma vogal neutra, mas possui uma vogal anterior não-inicial → keralla

Alguns dialetos que têm uma mudança de som abrindo ditongo também permitem vogais arquifonêmicas na sílaba inicial. Por exemplo, o ‘ie’ padrão é refletido como ‘ia’ ou ‘iä’, controlado por sílabas não-iniciais, no dialeto Tampere. Ex: tiä ← tie mas miakka ← miekka.

A harmonia vocálica é um recurso gramaticalizado de fonotáticas, assim pode não funcionar como o esperado da fonologia pura, como evidenciado por tuotteeseensa (não *tuotteeseensä). Mesmo se as vogais posteriores precedem fonologicamente o sufixo -nsa, gramaticalmente é precedido por uma palavra-controlada de vogal anterior.

Como mostrado nos exemplos, vogais neutras tornam o sistema assimétrico, como se fossem vogais posteriores fonologicamente, mas deixam o controle de posterioridade/anterioridade para quaisquer vogais gramaticais posteriores ou anteriores. Há pouca ou nenhuma alteração na qualidade vocálica efetiva das vogais neutras.

Como consequência, falantes de finlandês frequentemente têm problemas com a pronúncia de palavras estrangeiras que não obedecem à harmonia vocálica. Por exemplo, olympia é pronunciado olumpia. A posição de alguns termos não é padronizada (Ex: chattailla/chättäillä ) ou mal-padronizada (Ex: polymeeri, autoritäärinen, que violam a harmonia vocálica). Onde uma palavra estrangeira viola a harmonia vocálica por não usar vogais posteriores porque começa com com uma vogal neutra, então a última sílaba conta. Por exemplo, Wikipediassa — a sílaba inicial -pe- da segunda palavra exigirá que a vogal final seja , mas porque não é, o processo desgramaticaliza, tornando-se fonotática pura.

Com respeito à harmonia vocálica, palavras compostas podem ser consideradas palavras separadas. Por exemplo, syyskuu (“mês do outono” i.e. Setembro) tem os ambos u e y, mas consiste de duas palavras syys e kuu, e declina syys·kuu·ta (não *syyskuutä). O mesmo vai para as enclíticas. Ex: taaksepäin “para trás” (em inglês, “backwards”) consiste da palavra taakse “para trás” (em inglês, “to back”) e -päin do inglês “-wards“. Se a fusão ocorre, a vogal é harmonizada por alguns falantes. Ex: tälläinen ou tällainen ← tämän lainen.

- Publicidade -

Você vai gostar também

- Publicidade -

Não perca nossas novidades!

Assine nossa newsletter e receba novidades e dicas grátis em seu email.

Muito bem! Confirme seu email e você receberá dicas em primeira-mão! :)