O diário de Anne Frank é o livro holandês mais traduzido de todos os tempos. A primeira tradução apareceu na Alemanha em 1950. Traduções em inglês na Inglaterra e nos Estados Unidos seguiram em 1952. Desde então o diário foi traduzido em 70 línguas e publicado em mais de 60 países. Foram vendidas mais de 30 milhões de cópias.

O Diário de Anne Frank é um livro escrito por Annelies Marie Frank entre 12 de junho de 1942 e 1.º de agosto de 1944 durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 9 de julho de 1942, Anne, seus pais, sua irmã e outros judeus (Albert Dussel e a família van Daan) se esconderam em um Anexo secreto junto ao escritório de Otto H. Frank (pai de Anne), em Amsterdã, durante a ocupação nazista dos Países Baixos. Inicialmente, Anne Frank usa seu diário para contar sobre sua vida antes do confinamento e depois narra momentos vivenciados pelo grupo de pessoas confinadas no Anexo. Em 4 de agosto de 1944, agentes da Gestapo detiveram todos os ocupantes que estavam escondidos em Amsterdã. Separaram Anne de seus pais e levaram-nos para os campos de concentração. O diário de Anne Frank foi entregue por Miep Gies a Otto H. Frank, seu pai, após a morte de Anne Frank ser confirmada. Anne Frank faleceu no campo de concentração Bergen-Belsen em março de 1945, quando tinha 15 anos.

Otto foi o único dos escondidos que sobreviveu ao campo de concentração. Em 1947, o pai decidiu publicar o diário. Os manuscritos de Anne Frank estão expostos na Anne Frank House, em Amsterdã. Os direitos autorais da obra pertencem à Anne Frank Fonds (Fundação Anne Frank), fundada por Otto H. Frank em 1963, na Basileia, Suíça.

Se você ainda não for capaz de ler no original em holandês, saiba que o Diário de Anne Frank já vendeu mais de 30 milhões de cópias, foi publicado em mais de 60 países e está traduzido em mais de 70 idiomas, com mais de 16 milhões de cópias vendidas só no Brasil.

Edição portuguesa
Tradução Ilse Losa
Editora Record
Lançamento 1955
Páginas 352

 

Edição brasileira
Tradução Elia Ferreira Edel
Editora Record
Lançamento 2003
Páginas 222

Fontes: Anne Frank Guide e Wikipedia