Привіт (Pryvit!) (Olá!) sem dúvida aprender um novo idioma é sempre desafiador, especialmente se esse idioma usa uma forma de escrita diferente da que estamos acostumados, mas você vai concordar que aprender a escrita é sempre importante. Os idiomas eslavos como o russo, o ucraniano, macêdonio e outros usa o alfabeto cirílico, é uma forma quase semelhante ao alfabeto latino, mas outras são bem diferentes, e alguns países que adotam o cirílico tem letras “particulares” que só consta na grafia do país é o caso do ucraniano.

Particularidades do ucraniano

O ucraniano é o idioma oficial da Ucrânia, mas também é falado em alguns países como Polônia, Russia, Eslováquia e etc.

O alfabeto conta com o “I” latino em suas letras e tem uma letra com som de G (como em gota) e conta com um sinal brando.

Assim como o russo, o ucraniano possui uma letra de abrandamento Ь chamada de Myakey znak.

A ultima alteração no alfabeto ucraniano ocorreu em 1990.

Alfabeto Ucraniano (Українська Абетка)

O alfabeto ucraniano possui 32 letras e também um sinal de abrandamento (ь). A língua ucraniana incorporou também em seu alfabeto as letras (і ї ґ). Apesar da semelhança com o russo, o alfabeto ucraniano, com 32 letras e um sinal de abrandamento, possui diversas particularidades: utiliza o “I” latino, além de outra letra criada para representar o som /g/ (como em “gato”), além de não apresentar algumas letras russas.

O ucraniano provém de um ramo de linguas eslavas que evolui do antigo eslavônico. Morfologicamente assemelha-se ao idioma russo, embora também apresente semelhanças fonéticas com o servo-croata e partilhe muito do seu vocabulário com o polonês

Russo e ucraniano são línguas que se parecem muito. Têm na base a mesma língua – o ruteno antigo, uma das línguas eslavas orientais, como o russo, o ucraniano, o bielorrusso. Foi falada no Rus’ de Kiev, e hoje é língua extinta. A partir dos séculos 9 e 10, essas línguas separaram-se e começaram a desenvolver-se de modo autônomo, em função do próprio desenvolvimento das sociedades ucraniana e russa.

Às vezes, nem os ucranianos se apercebem da mistura das duas línguas, a tal ponto que já se vê o nascimento de uma nova “língua”, chamada “Surjik” (uma mistura intermediária entre o russo e o ucraniano).

O ucraniano atual está baseado principalmente no grupo de dialetos sul-orientais, concretamente os falados nas regiões de Tcherkássi, Poltava e ao sul de Kiev, ainda que também tenha experimentado a influência dos dialetos sul-ocidentais de Lviv, importante centro cultural ucraniano.

Essa influência tem sido exercida, desde a Idade Média, especialmente no léxico mas também na fonologia, sendo mais forte nos tempos modernos, sobretudo nos séculos XIX e XX. Como resultado, se pode falar de uma dupla influência dialetal sobre o ucraniano normativo, ainda que a influência sul-oriental seja a mais significativa.

А | а (a) – tem o mesmo som que o “a” em português, sempre será aberto;

Б | б (bé) – tem o mesmo som que o “b” em português;

В | в (vé) – tem o mesmo que o “v” em português, porém as vezes funciona como semivogal tendo som de “u”;

Г | г (hé) – tem o som de “h” aspirado como na palavra inglesa “horse” ou “rr” no português “cachorro”;

Ґ | ґ (gué) – tem o som de “g” como “gue” e “gui”;

Д | д (dé) – tem mesmo som que o “d” em português;

Е | е (é) – tem o mesmo som que o “e” em português, porém sempre aberto;

Є | є (ié) – soa como na palavra inglesa “yes” ou na palavra portuguesa pIÉgas;

Ж | ж (jé) – soa como o “g” na palavra girafa, ou como o “j” na palavra jacaré;

З | з (zé) – soa como o “z” em português;

И | и (ê) – soa como o “e” em português, porém sempre fechado, como nas palavras “você” “verde”, semelhante a um “ê” fanho;

І | і (i) – soa como o “i” português;

Ї | ї (ií) – tem um som único, como se fosse dois “i” falados juntos “yi”;

Й | й (iôt) – tem son de “i” é uma semi vogal, como na palavra “pai”;

К | к (ka) – tem som de “k” como na palavra portuguesa “cavalo”;

Л | л (él) – tem o mesmo som que o “l” português;

М | м (ém) – tem o mesmo som que o “m” português;

Н | н (én) – tem o mesmo som que o “n” português;

О | о (ó) – tem o mesmo som que o “o” português, porém sempre aberto;

П | п (pé) – tem o mesmo som que o “p” português;

Р | р (ér) – tem o mesmo som que o “r brando” português, como na palavra “ouro”, sempre alveolar, ou tremido.

С | с (és) – tem o mesmo som que o “ss” ou “ç” em português;

Т | т (té) – tem o mesmo som que o “t” português;

У | у (u) – tem o mesmo som que o “u” português;

Ф | ф (éf) – tem o mesmo som que o “f” português;

Х | х (khá) – tem o mesmo som que o “ch” alemão, na palavra “Buch“, como o som da palavra “gato” porém brando, o som sai da língua e não da garganta;

Ц | ц (tsé) – tem som de “tsé” como no nome chinês “Mao TSÉ tung”;

Ч | ч (tché) – tem o som de “tch” como na palavra “tchau” ou como os gaúchos dizem “tché”;

Ш | ш (chá) – tem som de “ch” ou “x” em português nas palavras “chaleira” “xícara”;

Щ | щ (schtché) – tem som de “schtché”, algo como o “S” carioca unido ao tch da palavra “tchau”;

Ь | ь (m’yákei znák) – é o sinal de abrandamento, não tem som, corresponde ao “h” português nos dígrafos “nh” e “nh”, como em “ninho” e “colher”;

Ю | ю (iú) – tem som de “iú” (ditongo) como na palavra “Iuguslávia”;

Я | я (iá) – tem som de “iá” (ditongo) como na palavra “iate” ou na palavra “alfaiate.

Etimologia da palavra “Ucrânia”

O nome desta língua eslava deriva de ukraina, que quer dizer “zona fronteiriça”, referindo-se à região onde o domínio cossaco fazia limites com os principados eslavos do norte e do oeste e das hordas turcas do sul.

A língua ucraniana é falada por cerca de 40 milhões de pessoas, a maioria das quais na Ucrânia, e as demais em zonas fronteiriças da Polônia, Eslováquia e Romênia, além de emigrantes na América, especialmente no Brasil, Estados Unidos e Canadá e também na Europa, nomeadamente em Portugal.

Curiosidades da Língua Ucraniana

A língua Ucraniana foi escrita em alfabeto latino, forma Latinka, similar às formas usadas pelo tcheco e o polonês desde os séculos XVI – XVII. No século XIX, o padre Josyp Łozynski Ivanovyč, de Lviv, na sua publicação Ruskoje wesile (Casamento ucraniano) de 1834 tentou revitalizar esse uso.

Durante o domínio do Império Austro-húngaro houve nova tentativa de “ocidentalizar”‘ a língua ucraniana pelo uso do alfabeto latino, em projeto do político Checo Josef Jirecek. Nova tentativa nesse sentido de usar o Latinka foi feita em 1927 na conferência de Carcóvia pelos linguístas M. Johansen, B. Tkačenko e M. Nakonečnyj. Porém, a União Soviética se opôs a essa iniciativa.

O Latinka apresenta o alfabeto latino sem o Q e sem o X. Muitas das demais 24 letras do latino tradicional apresentam diacríticos, o que leva a um total de 37 caracteres diversos.