Perdida do Latim perdita, substantivo ligado ao verbo perdere, perder. Designa a prostituta ou mulher que outrora perdia a virgindade fora do casamento e era obrigada a prostituir-se. Mas, em 14 acepções já postas nos dicionários, o substantivo masculino “perdido” aparece na expressão “achados e perdidos” e nestes versos do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987): “Amar o perdido/ deixa confundido/ este coração./ Nada pode o olvido/ contra o sem-sentido/ apelo do não./ As coisas tangíveis/ tornam-se insensíveis/ à palma da mão./ Mas as coisas findas,/ muito mais que lindas,/ essas ficarão.”