Desordem do latim ordine, declinação de ordo, antecedido do prefixo des-, indicando negação.

É frequente que ordem seja apresentada como positiva e desordem como negativa, mas Cleofas Uchôa, engenheiro naval carioca e mestre em Ciências pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), de Cambridge, Estados Unidos, credita à desordem um papel positivo na evolução, como se lê em seu livro Um Olhar para o universo: Somos Nada no Cosmo?:

“Sem todas essas desordens, intercaladas por períodos de ordem, nós, seres humanos, não existiríamos. Portanto, é inocência absoluta imaginar que somos o epílogo perfeito da criação, o fim de linha desta extraordinária sucessão de eventos que nos fez surgir”.

Origem da palavra “Ordem” e “Ordenada”