Ao lado de cada palavra ou frase em italiano há uma transcrição da pronúncia, com a sílaba tônica sublinhada. Lembre-se de que a transcriação é aproximada. Consulte o Guia de Pronúncia e O alfabeto Italiano e sua pronúncia para mais detalhes.

O uso do ne, do ce e do ci, na língua italiana é muito interessante e os estudantes de italiano devem conhecê-lo desde logo, para saber colocá-lo no meio das frases.

Tanto o ne como o ci empregam-se para indicar um lugar, ou uma coisa, sem lhe repetir o nome. Correspondente, pois, ao it do inglês e ao j’en e j’y da língua francesa. Em português poderiam substituir os vocábulos isso, disso, aí, de lá, para lá, etc.

NE:
Ne sono rimasta incantata!
Sono rimasta incantata di cìo! (de alguma coisa. Di cìo= disto, daquilo)

NE: Pode substituir di cìo, di lui ou di lei. (Di lui=dele; Di lei=dela)

CI:
Credi a quello? Sì, ci credo!
Credi a quello? Sì, credo a cìo!

Vai a Rio? Sì, ci vado!
Vai a Rio? Sì, vado là!

CI: Pode substituir a cìo, in cìo, qui, qua, lì, là.

O pronome ne (Il pronome ne)

O pronome ne pode se referir a pessoas e coisas, no singular e no plural, substituindo pronomes pessoais di lui (dele), di lei (dela), di loro (deles/delas), di esso (dele), di essa (dela), di essi (deles), di esse (delas), ou pronomes demonstrativos di questo (disto), di questi (destes), di quello (daquilo), di quelli (daquelas), di ciò (disto).

O pronome ne em geral vem antes do verbo. Exemplos:

Vedo la casa di lei. Ne vedo la casa.
(Vejo a casa dela)

Non capisco niente di questo. Non ne capisco niente.
(Não entendo nada disto)

Ne pode indicar também uma parte de um todo (sentido partitivo):

Hai mangiato dei cioccolatini?
(Você comeu os bombons?)

Sì, ne ho mangiati due o tre.
(Sim, comi dois ou três. (implícito “deles”)

Studiaste la lezione?
(Vocês estudaram a lição?)

Ne studiamo la metà.
(Estudamos a metade (implícito “dela”)

Ne pode ainda se referir a alguma coisa ou pessoa mencionada:

Comprai delle caramelle e ne divise fra le ragazze.
(Comprei balas e as dividi entre as garotas)

Vuoi l’indirizzo dell’avvocato?
(Você quer o endereço do advogado?)

No, grazie, non ne ho bisogno di più.
(Não, obrigada, não preciso mais dele)

Vejamos mais alguns exemplos com Ne:

Hai delpane? Si ne ho.
(ai del pane? si, ne ó)
Você tem pão? Sim, tenho.

Sono stato a Roma. Ne vengo.
(sono stato a Roma. ne vengo)
Estive em Roma. De lá venho.

E Milano? Ci vado questa sera.
(e Miláno? tchi vádo quésta sera)
E Milão? Para lá vou à noite.

Ne voglio un poco.
(ne vólho un poco)
Quero um pouco (disso, dele)

Egli ne ha.
(elhi ne á)
Disso ele tem.

Observações:

1) O pronome ne é frequentemente usado com o verbo esserci (haver, existir), mesmo quando não existe uma palavra que indica quantidade:

Ci sono persone in quella casa? Sì, ce ne sono.
(Há pessoas naquela casa? Sim, há)

2) O uso do ne é obrigatório quando o substantivo não é repetido, e existir após o verbo uma palavra que indique quantidade (adjetivo quantitativo numeral, por exemplo):

Hai dei sigari? Sì, ne ho solo uno.
(Você tem charutos? Sim, tenho só um)

3) Como as formas átonas dos pronomes com função de complemento, o pronome ne é colocado após o verbo, formando com este uma única palavra, nos seguintes casos:

a) com verbos no infinitivo

Quanti libri hai? Credo averne trenta .
(Quantos livros você tem? Creio que tenha trinta)

b) com verbos no gerúndio

Chiedendone a lui, capirà i suoi motivi.
(Perguntando sobre isso a ele, entenderá os seus motivos)

c) com a 2ª pessoa do singular/plural e com a 1ª pessoa do plural do imperativo

Fà attenzione a tuo padre, ascoltane i consigli.
(Preste atenção em seu pai, escute os conselhos dele.)

d) com os particípios passados

portatine, compratene

e) com a palavra ecco (eis, aqui estou, aqui está…)

Eccone due!
(Eis dois deles!)

f) Com verbos nos tempos compostos, o pronome ne vem antes do auxiliar

Ne ho avuto dieci.
(Tive dez deles)

g) com verbos na negativa, em tempos simples, o pronome ne vem logo depois do advérbio non (não), se não existir outro pronome pessoal (ci, vi etc.).

– Comparar :

Non ne vedo il vantaggio.
(Eu não vejo a vantagem disso)

– Com:

Non ce ne sono più che due.
(Não há mais que dois deles)

h) Quando o verbo no infinitivo é antecedido de dovere (dever), potere (poder) e volere (querer), o pronome ne pode vir:

– antes de dovere, potere e volere:

Hai delle penne? No, ma ne voglio comprare una.
(Você tem canetas? Não, mas quero comprar uma)

– depois do infinitivo do verbo, formando com este uma só palavra (Atenção – sem hífen!):

Hai delle penne? Non, ma voglio comprarne una.
(Você tem canetas? Não, mas quero comprar uma)

i) Nos verbos reflexivos e, em geral, quando se encontra com outras formas átonas dos pronomes, ne fica no último lugar:

Raccontate a lei il fatto più importante.
(Contem a ela o fato mais importante)

Raccontatele il fatto più importante.
(Contem-lhe o fato mais importante)

Raccontatelene.
(Contem-lhe sobre isso)

La particella Ci (A partícula Ci)

Funções da particella “ci”:

1. Além de ser pronome pessoal pode ser pronome demonstrativo com valor de:

a ciò (nisso), a questo (nisto), a questa cosa (nessa/nesta coisa), in ciò (nisso), su ciò (sobre isso) etc.

Non ci penso = Non penso a questo.
(a ciò)
(Não penso nisso)

Ci ho riflettuto = Ho riflettuto su questo.
(ciò)
(Refleti sobre isso)

2. Ci pode ser também advérbio de lugar, com significado de: neste/naquele lugar.

Ci, andrò = Andrò là, in quel luogo.
(Irei aquele lugar.)

Vogliamo venirci. = Vogliamo venire qui, in questo luogo.
(Queremos vir aqui, neste lugar)

Atenção!

O advérbio ci precede o verbo ser quando o sujeito é posposto ao verbo, ou quando o sujeito é um pronome interrogativo.

Il mio libro è là.
(O meu livro está lá)

Là c’è il mio libro.
(Lá está o meu livro)

C’è il mio libro là?
(O meu livro está lá?)

Chi c’era alla festa? C’erano tutti i nostri amici
(Quem estava na festa? Estavam todos os nossos amigos)

Che c’è di nuovo? Non c’è niente di nuovo.
(O que tem de novo? Não tem nada de novo)

3. Quando é usado com o pronome ne na expressão esserci ci se transforma em ce.

Ci sono molti passageri? No, non ce ne sono molti.
(Há muitos passageiros? Não, não há muitos.)

4. Pode substituir uma frase introduzida por a + infinitivo.

Domani vado a fare i compiti al laboratorio. Domani ci vado.
(Amanhã vou fazer as tarefas no laboratório. Amanhã vou lá)

5. Na língua falada se usa com muita frequência com função pleonástica com o verbo “avere“.

C’hai fame? “Sì, c’ho fame”.
(Você está com fome? Sim, estou com fome)