Este artigo faz parte da série As Regras Fundamentais do Esperanto. As primeiras oito regras se referem às principais classes de palavras. Muitas de suas características estão presentes no Esperanto e nas demais línguas modernas.

Artigos

A palavra usada para definir uma ideia é o artigo. Ela tem este nome, por que serve para articular (encaixar) e distinguir uma ideia de outra: O livro; A mesa, OS cadernos, AS cadeiras. Em Esperanto, o artigo é único (LA). Sua função é definir a ideia. Como nesta língua não existe gênero, não importa se esta ideia é masculina, feminina, singular ou plural:

LA LIBRO = O livro

LA TABLO = A mesa

LA KAJEROJ = Os cadernos

LA SEĜOJ = As cadeiras

LA LIBRO estas dika. (O livro é grosso.)

LA TABLO estas el ligno. (A mesa é de madeira.)

LA KAJEROJ estas sur la pupitro. (Os cadernos estão sobre a carteira.)

LA SEĜOJ estas en la ĉambro. (As cadeiras estão na sala.)

Nomes próprios, então, não precisam do LA pois já são definidos:

LA Brazilo (errado).
Brazilo (correto) = Brasil.

Caso se escreva o nome de algum substantivo sem o LA, ele será definido e poderá ser lido de duas maneiras:

LIBRO = Livro / Um livro

TABLO = Mesa / Uma mesa

KAJEROJ = Cadernos / Uns cadernos

SEĜOJ = Cadeiras / Umas cadeiras

No Esperanto, portanto, não há palavra que torne a ideia indefinida, ou, como no português, o artigo indefinido (um, uma, uns, umas):

LIBRO estas io uzata por la instruado. (Livro é algo usado para o ensino.)

TABLO estas meblo. ((uma) mesa é um móvel.)

KAJEROJ apartenas al la lernantoj. (Cadernos pertencem aos alunos.)

SEĜOJ taŭgas por sidiĝi. (Cadeiras servem para se sentar.)