Uso do Advérbio Derivado

114

A palavra utilizada para expressar condição ou circunstância é o advérbio. Em geral, esta palavra modifica o sentido de um verbo, como indica o significado da palavra. Entretanto, o advérbio também pode modificar o sentido do adjetivo e dele próprio.

O advérbio pode derivar de outras palavras:

VIDO = visão (nome relacionado à ideia de ver)
VIDA = visual (qualidade relacionada à ideia de ver)
VIDI = ver (ação relacionada à ideia de ver)
VIDE = visualmente (circunstância relacionada à ideia de ver)

PAROLO = fala (nome relacionado à ideia de falar)
PAROLA = oral, verbal (qualidades relacionadas à ideia de falar)
PAROLI = falar (ação relacionada à ideia de falar)
PAROLE = oralmente, verbalmente, por meio da fala (circunstância relacionadas à ideia de falar)

AMO = amor (nome relacionado à ideia de amar)
AMA = amável, amoroso, amorosa
AMI = amar (ação relacionada à ideia de amar)
AME = amavelmente, amorosamente, com amor (circunstâncias relacionadas à ideia de amar)

As palavras VIDE, PAROLE e AME têm algo em comum: expressam uma circunstância de modo (modo de ver, modo de falar, mode de amar).

Oni povas lerni Esperanton ame. (Pode-se aprender o Esperanto com amor.)

Mas também podem expressar circunstância de lugar, como nos exemplos:

HEJMO = lar (casa)
HEJMA = caseiro
HEJME = em casa, no lar (circunstância de lugar)

Li aŭskultas la radion HEJME. (Ele escuta o rádio EM CASA.)

Podem expressar, ainda, tempo. Exemplos:

VESPERO = tarde, noite
VESPERA = vespertino
VESPERE = de tarde (circunstância de tempo)

Li aŭskultas la radion VESPERE. (Ele escuta o rádio À TARDE.)

O advérbio é representado pela letra E no final das palavras. A função desta letra é expressar circunstâncias ou condições relacionadas à ideias. Basta achar a letra E no final das palavras para identificar facilmente os advérbios.

Li aŭskultas la radion HEJME VESPERE. (Ele escuta o rádio EM CASA À TARDE.)

É possível que o advérbios modifique o sentido do objetivo:

Mi estas TRE feliĉa. (Eu estou MUITO feliz.) – A palavra TRE intensifica o que estou sentindo.

O advérbio pode modificar o sentido do verbo:

La knabo kuras RAPIDE. (O menino corre rapidamente.) – A palavra RAPIDE indica de que modo o garoto corre.

Ou, ainda, modificar o sentido de outro advérbio:

La aŭto iras TRE RAPIDE. (O carro está indo MUITO RÁPIDO.) – A palavra TRE intensifica o sentido da palavra RAPIDE.

Para algumas perguntas, podemos obter apenas dois tipos de respostas: SIM ou NÃO:

Ĉu vi deziras lerni Esperanton? JES! (Você deseja aprender Esperanto? SIM!)

A palavra JES (sim) afirma meu desejo de aprender. Caso eu quisesse negar este desejo, ao invés de JES, poderia dizer NE (não).

JES e NE são advérbios que afirma e negam uma ideia. Porém, para negar, o NE deve ser utilizado, colocado antes do verbo, pois ele modifica diretamente o sentido do verbo.

O advérbio derivado pode reunir o sentido de muitas outras palavras, mostrando seu grande poder de síntese. Por outro lado, o Esperanto também possui palavras que já nasceram como advérbios. Elas não variam (não sofrem mudanças) e podem formar muitas outras palavras. São exemplos:

ĈI TIE / TIE ĈI (Aqui)
NUN (Agora)
HODIAŬ (Hoje)
HIERAŬ (Ontem)
MORGAŬ (Amanhã)

O advérbio está muito presente nas expressões usadas no cotidiano:

KIEL vi fartas? (COMO vai você? / COMO você está passando de saúde?) – KIEL expressa modo. As respostas às perguntas feitas com KIEL pedem o advérbio derivado (palavras com a terminação E)

Mi fartas BONE! (Eu vou BEM / Eu estou passando BEM de saúde) – BONE é um advérbio derivado da raiz BON (bom, boa), que expressa modo.

Podemos, também, utilizar o advérbio derivado com os número básicos:

UNUE ni devas lerni nian gepatran lingvon; DUE ni devas lerni Esperanton. (EM PRIMEIRO LUGAR, devemos aprender nossa língua materna. EM SEGUNDO LUGAR, devemos aprender o Esperanto.)

Para fazer comparações, utilizamos as palavras PLI (mais) ou MALPLI (menos) antes do advérbio, e OL (do que) antes do termo a ser comparado: Mi parolas Esperanton PLbone OL antaŭe. (Estou falando Esperanto melhor do que antes).

Para expressar o grau mais alto ou o grau mais baixo, chamado de superlativo, utilizamos as palavras PLEJ (mais) e MALPLEJ (menos) antes do advérbio. A ideia da qual se retira este grau recebe a palavra EL (de, dentre) antes dela, exemplo: La klaso estis PLEJ multe EL junuloj. (A classe era, NA MAIORIA, DE jovens).

- Publicidade -

Você vai gostar também

Não perca nossas novidades!

Assine nossa newsletter e receba novidades e dicas grátis em seu email.

Muito bem! Confirme seu email e você receberá dicas em primeira-mão! :)