Autor: HR Idiomas

Francês: Como usar a palavra ‘vachement’

Vachement [vahsh ma(n)] (traduzindo ao pé da letra: vacamente) quer dizer “muito”, “extremamente” ou no nosso português popular, “pra caramba”. A seguir um pequeno parágrafo com o uso de vachement. J’ai lu un livre vachement intéressant, il est écrit par un auteur vachement connu qui écrit toujours des trucs vachement longs mais vachement drôles. Le livre est vachement gros mais je l’ai lu vachement vite. C’est Anissa, une amie vachement sympa, qui me l’a prêté. Li um livro muito interessante, foi escrito por um autor muito conhecido que sempre escreve coisas muito longas mas muito divertidas. O livro é muito grosso...

Read More

6 Gírias francesas que você precisa conhecer

A gíria é uma linguagem de caráter popular, criada e usada por determinados grupos sociais ou profissionais. São criadas para substituir termos ou conceitos oficiais (usados tradicionalmente). Muitas gírias são criadas pelos jovens e adolescentes, em função da necessidade de buscar palavras e conceitos novos. Les d’jeunes, les vioc [os jovens, os velhos] “D’jeunes” vem a contração de “des” e “jeunes” (jovens), “le language des jeunes” “Vioc” é usado para falar das pessoas velhas e algumas vezes também é usado para falar dos próprios pais. Essa forma vem, possivelmente da contração de “vielle” (velha) e “loque” (trapo). Mon vioc...

Read More

Francês: Joyeux anniversaire! (Parabéns a você!)

Joyeux anniversaire Os franceses têm sua versão do nosso Parabéns a você que lembra a versão inglesa: Joyeux anniversaire, Joyeux anniversaire Joyeux anniversaire (nome da pessoa)… Joyeux anniversaire! Mas também têm uma versão só deles: Bon anniversaire, mes vœux les plus sincères Que ces quelques fleurs vous apportent le bonheur Que l’année entière vous soit douce et légère Et que l’an fini, nous soyons tous réunis Pour chanter en chœur: “Bon Anniversaire!” Autant de bougies, autant de printemps Et soudain par magie, on arrive à vingt ans Alors ce jour-là parmi tous les rires C’est vous sur ces terres que l’on attend On...

Read More

Francês: Joyeux Noël! (Feliz Natal!)

Joyeux Noël à tous! (Feliz Natal a todos!) Para o dia 25 de Dezembro cada região tem o seu prato tradicional: Na Alsácia, o prato principal é o GANSO. Na Burgum, o prato tradicional é o PERU com nozes e, para os parisienses, Natal é sinônimo de OSTRAS e parte de FOIE GRAS. Mas o natal francês não se limita à ceia. Também há o papai noel. Só que lá, ele vem acompanhado de outro personagem, o Père fouettard, o qual é encarregado de informar ao papai noel como foi o comportamento de cada criança durante o ano. Os franceses gostam muito de presépios,...

Read More

Francês: Aline – Christophe

Bonjour à tous! Aline é uma canção francesa de 1965,  foi o primeiro sucesso do cantor e compositor francês Christophe, e apesar de ser uma canção antiga, é uma das mais belas que já ouvi e muito interessante para aprender francês,  pois Christophe a canta bem devagarinho e a pronuncia é impecável! Aline – Christophe J’avais dessiné sur le sable Eu tinha desenhado sobre a areia Son doux visage qui me souriait Seu suave rosto que me sorria Puis il a plu sur cette plage Depois choveu sobre essa praia Dans cet orage, elle a disparu Nessa tempestade, ela desapareceu Et j’ai crié, crié, Aline, pour...

Read More

Museu do Louvre

Localizado no primeiro arrondissement (distrito) de Paris, o Louvre fica às margens do Rio Sena e é um ponto de referencia tanto para Parisienses como visitantes internacionais, já que fica onde era o antigo Palais des Tuileries. O Museu do Louvre é famoso mundialmente e um símbolo da forte cultura francesa, que dá alto valor às artes. O museu é considerado um dos maiores e também é o mais visitado de todo o mundo, com uma media de 15 mil visitantes por dia. O Museu do Louvre é tão extenso que demoraria semanas para se ver toda a coleção que ele expõe. São mais de 380...

Read More

Museus e monumentos mais visitados de Paris

Qual é a atração mais visitada de Paris? A resposta mais óbvia seria a Torre Eiffel, mas a resposta correta é a Catedral de Notre-Dame. Segundo relatório do Office du tourisme et des congrès de Paris, a igreja recebeu 13,6 milhões de visitantes em 2010 enquanto a torre atraiu 6,7 milhões. Em segundo lugar, veio a Basília do Sacré-Coeur (10,5 milhões de visitantes). Mesmo quando são excluídos os pontos turísticos gratuitos, como a Notre-Dame e a Sacré-Coeur, a torre não atinge o topo da lista. A liderança entre museus e monumentos que cobram ingresso é ocupada pelo Louvre (8,3 milhões...

Read More

A Bandeira Francesa

A bandeira francesa é chamada de “Tricolor” ou “bleu, blanc, rouge“. Ela nasceu logo depois da Revolução de 1789 e passou a ser consagrada mundialmente com um ícone de liberdade. O Azul e o vermelho foram as cores usadas pelos cidadãos parasienses que tomaram e destruíram a prisão da Bastilha. A criação da bandeira é atribuída ao Marquês de Lafayett, que acrescentou o branco real às duas cores. Lembrando do lema francês, as cores representam também Liberdade (Liberté), Igualdade, (Égalité) e Fraternidade (Fraternité), na ordem da bandeira. Na época da Revolução, a bandeira nacional era inteiramente branca. cor da dinastia dos Bourbon. Por isso, Lafayette...

Read More

Francês: Tous les visages de l’amour

TOUS LES VISAGES DE L’AMOUR é uma canção de Charles Aznavour originalmente composta em francês em 1975, traduzida para o italiano (LEI) e inglês (SHE). Em 1999, foi regravada em inglês por Elvis Costello para o filme Notting Hill. Tous les visages de l’amour [Todas as faces do amor] Toi, par tes mille et un attraits Tu, por teus mil e um atrativos Je ne sais jamais qui tu es Jamais saberei quem tu és… Tu changes si souvent de visage et d’aspect Tu mudas sempre de rosto e de aspecto Toi quelque soit ton âge et ton nom Tu,...

Read More

Origem do nome “Canadá”

A provável origem do nome deste país é a palavra Kanata (povoado) da língua indígena Iroquês. O povo iroquês, do qual faziam parte também os cherokees, habitavam grandes áreas do continente norte-americano. A palavra foi trazida para o vocabulário das línguas ocidentais pelo explorador Jacques Cartier em 1535 para referir-se à região nordeste da América do Norte. Dizem que Jacques Cartier certa vez perguntou a um nativo iroquês o nome da terra onde se encontrava. Este, sem entender a pergunta, imaginou que o explorador branco estivesse se referindo ao povoado do local e respondeu: – kanata...

Read More