Hoje em dia existem muitas ferramentas e aplicativos gratuitos para aprender línguas, o que torna o desafio mais fácil do que nunca. Porém, além de aproveitar estas tecnologias, existem algumas dicas importantes que você pode seguir para aprender um idioma ainda mais rapidamente.

Dicas simples para aprender uma nova língua

1. Reconheça os cognatos

Se você não conhece o termo “cognato”, parabéns! Você está prestes a aprender uma palavra nova. Cognatos são palavras que nascem de uma mesma raiz e apresentam a mesma origem etimológica.

Por exemplo a palavra “clima”, é semelhante a Klima (alemão); clima (catalão); clima (espanhol); climat (francês); climate (inglês); clima (italiano); climă (romeno). Basta um pouco de atenção e você logo identificará essas palavras.

Isso acontece principalmente com idiomas que têm a mesma origem, ou possuem proximidade. Palavras cognatas podem ser escritas de formas diferentes, mas ainda assim serem reconhecidas. Um exemplo é a palavra italiana “capitano”. É escrito de forma diferente, mas mesmo assim você ainda pode reconhecer a palavra “capitão”.

Se você deseja preparar seu cérebro para aprender um idioma, considere começar se familiarizando com as palavras cognatas.

2. Aceite que cometerá erros

É fácil sentir-se motivado para aprender um idioma no início de seus estudos, quando tudo parece mais fácil, mas com o tempo o processo se torna mais desafiante, você pode começar a duvidar de sua capacidade de assimilar essa nova língua.

Portanto, ao começar a aprender um novo idioma é fundamental ter pelo menos essas duas coisas em mente:

  • Aprender um idioma pode ser desafiador, e até mesmo os estudantes mais aplicados cometem erros.
  • Pessoas de todas as culturas aprenderam várias línguas ao longo da história, o que significa que qualquer um é capaz de aprender um novo idioma.

Se você duvida das suas habilidades ou se abate cada vez que comete um erro, vai acabar abandonado o desafio muito cedo. Aprender um idioma precisa ser algo motivador e principalmente divertido! Se você começar com uma mentalidade positiva e tornar as horas de estudo divertidas, será um processo muito mais fácil para você.

3. Esteja disposto a se comunicar

Você não conseguiu aprender nada nas aulas de inglês e espanhol na escola? Se a resposta for sim, é porque você decorava regras e palavras mas não tentava utilizar em suas conversas. O ser humano é capaz de memorizar ou decorar coisas facilmente, mas memorizar não é aprender.

Se você realmente deseja aprender um idioma, você precisa estar confortável em utiliza-lo, mesmo que cometa muitos erros no início, precisa começar a conversar sempre que tiver oportunidade (e oportunidades devem ser criadas).

Muitos pessoas ficam tímidas ou envergonhados em iniciar uma conversa em um idioma que estejam aprendendo. É por isso que afirmamos, esteja em paz com a ideia de que cometerá erros.

Não há problema nenhum em cometer erros e aprender com eles, está tudo bem! A maior parte das pessoas ficam contentes de ver alguém tentando aprender o seu idioma. A comunicação é muito mais importante que a perfeição, e sem ela, você nunca aprenderá de fato uma língua.

Se você não consegue encontrar alguém para conversar no dia-a-dia, existem dezenas de aplicativos que podem te ajudar. Inclusive muitas ferramentas gratuitas como Speaky, Mondly, Duolingo e Babbel.

4. Defina metas para aprender

Identifique os motivos para você querer aprender o idioma que escolheu.

Por exemplo, talvez você planeje estudar no exterior, seguir uma carreira internacional ou simplesmente almeja uma promoção no trabalho. Use seus objetivos para se manter motivado. Isso te ajudará a identificar áreas de estudo em que precisa focar.

Não estabelecer metas claras e não se comprometer com elas é uma receita para abandonar os estudos a qualquer momento ou por qualquer imprevisto. Dizer que você quer aprender alemão ou árabe é muito vago. Em quanto tempo você quer aprender? Quais são os objetivos? Quantas horas vai se dedicar por semana?.

Faça uma lista do que você gostaria de realizar dentro de um determinado período. Procure dividir os estudos em pequenas parcelas durante a semana, dedique alguns minutos por dia e em poucos meses você terá avanços.

Definir metas muito longas pode não ser uma boa ideia, procure estabelecer objetivos que te mantenham motivado a continuar. Por exemplo, você pode definir o objetivo de realizar cinco horas de prática de conversação com um falante nativo durante o próximo mês.

É bom definir metas, mas tenha em mente que cada um aprende em um ritmo diferente. Ter como objetivo se tornar fluente em islandês em três meses pode ser a receita para se sentir fracassado. Seja realista!

Comece hoje, e você falará um novo idioma mais cedo do que você imagina. E então, já definiu os seus objetivos?

Traduzido e adaptado por HR Idiomas
Original: Learn a language in record time with these 4 simple tips & tricks (em inglês)