Expressões islandesas

Jæja – Expressão muito empregada para romper o silencio em momentos incômodos. Permite iniciar ou retomar uma conversa.

Hæ, hvað segirðu? – Olá, tudo bem? ou Oi, como vai?. Saudação utilizada quando se encontra alguém.

Sko, þú veist! – Bom, você sabe! (uma expressão daquelas que não dizem nada, mas são muito utilizadas durante conversas)

Að djamma – sair à noite (no bom português “curtir a noite”)

Djammið – Esta palavra resume em uma só expressão sair, ficar (com pessoas), beber, curtir a noite, sair e dançar e muito mais.

Þetta reddast! – Expressão típica islandesa, empregada em situações complicadas. Pode ser traduzida como “dará tudo certo”. Usualmente precedida ou seguida de um “já, já” como em “claro!”, “com certeza!”

Rúnturinn – Em uma tradução aproximada, seria algo como “dar uma volta”. Poderia ser traduzida como uma volta de fato, circular, nas em um contexto atual, ela na verdade expressa o que normalmente os jovens fazem, “dão uma volta por aí” para ver como estão os lugares mais frequentados e para ver pessoas. É muito popular entre jovens islandeses que ainda não tem permissão para beber ou entrar em pubs.

Borg óttans – A cidade do medo, também conhecida como Reykjavik.

Ein með öllu – Uma palavra para toda uma expressão: é o que dizem na Islândia quando querem um cachorro-quente (hot-dog) com ketchup, mostarda, remoulade e cebolas fritas.

É isso mesmo, o hot-dog islandês inclui cebolas fritas (as vezes crua) e remoulade, que é um molho feito a partir de uma maionese a que se adiciona mostarda, picles, anchovas e outros condimentos. Inventado na França, é muito popular na Dinamarca, Islândia e em Luisiana (EUA).

Trúnó – É quando alguém bebe a noite toda e termina abrindo a outros segredos, sinceros sentimentos, e confidencias.