Além de ser a quinta língua mais falada do planeta, e de estar sendo também muito requisitada por empresas na hora de contratar, o árabe é um idioma repleto de segredos fascinantes. Você quer conhecê-los?

Alguma vez você se perguntou quais benefícios você teria em aprender árabe? Pois se você sempre teve curiosidades, sobre aquele que é o quinto idioma mais falado do mundo, continue lendo esta página e descubra 10 curiosidades que podem dar o impulso que falta para você começar a aprendê-lo.

Um idioma muito falado

O árabe é hoje em dia uma das línguas mais faladas do planeta, com mais de 280 milhões de falantes nativos, e outros 353 milhões que o utilizam como segunda língua.

A verdade é que esses números expressivos não são de se estranhar, já que o árabe é o idioma oficial de 26 países. Além disso, é também um dos idiomas oficiais de algumas instituições internacionais importantes, como as Nações Unidas.

Árabe e Islã

Assim como o Latim, que é desde os tempos antigos o idioma oficial da religião Cristã, o árabe é a língua-mãe da religião islâmica. E se você não sabia, o Alcorão é considerado como o primeiro livro da literatura árabe.

Um idioma difícil

Se você está pensando em começar a estudar árabe, precisa saber que precisará de algumas boas doses de paciência e de muito esforço para aprendê-lo. Já que ele é considerado um dos seis idiomas mais difíceis de aprender.

Possui um alfabeto muito complicado, uma caligrafia quase artística e uma pronúncia muito distante da nossa querida língua portuguesa ou mesmo das outras línguas latinas.

Vários tipos de árabe

Quando for procurar um curso para aprender árabe, esteja bem ciente de qual versão você aprenderá, já que existem vários tipos. De um lado está o árabe padrão, que é compreendido pela maioria dos povos árabes, porém esta não é a versão que se fala nas ruas e no dia-a-dia, ainda que seja a língua utilizada por instituições, órgãos governamentais, escolas e meios de comunicação.

Precisamos destacar que existem pelo menos dez idiomas que utilizam o alfabeto árabe, como o persa, o curdo e o malaio, isso para citar apenas alguns exemplos. Se falarmos dos dialetos que se derivam do árabe, diremos que existem dezenas deles, com destaque para o árabe egípcio, trazido à região durante a conquista islâmica do Egito.

Apenas três vogais

Ainda que seu alfabeto seja difícil, uma da curiosidades mais chamativas do árabe é que este idioma tem apenas três vogais, sendo estas A, I e U.

Apenas três números

Na maioria dos idiomas existe o singular e o plural, correto? Sem dúvida, uma peculiaridade de devemos adicionar ao árabe é que este idioma conta com um terceiro número: o dual.

Segundo os linguísticos, se utiliza o dual para se referir a duas unidades, e para formá-lo precisa adicionar ān ou –ayn ao nome no singular.

Ou seja, o dual é uma flexão gramatical de número (como o singular e o plural) que indica um conjunto de duas coisas, como seres ou entidades.

Não são muitas as línguas que possuem esse tipo de flexão. O indo-europeu possuía, mas no decurso do aparecimento das línguas descendentes do indo-europeu essa flexão desapareceu em muitas delas.

Se lê como se escreve

Mas nem tudo é dificuldade na hora de aprender árabe… se você for começar a aprender esta língua, uma curiosidade que você vai gostar de saber é que neste idioma se lê como se escreve, uma vantagem que também temos no português, mas que não existe em outros idiomas como o francês e inglês.

Da direita para a esquerda

Se nós lusófonos estamos acostumados a ler e escrever da esquerda para a direita, no árabe ocorre o contrário… é que o alfabeto deve ser lido da direita para a esquerda, mas os números são lidos da esquerda para a direita.

A razão para isso está na antiguidade, quando os encarregados de talhar as tábuas pegavam o martelo com a mão direita, e o pincel com a mão esquerda – o que tornava mais fácil talhar da direita para a esquerda.

Um idioma de uso diário

Por mais estranho que possa parecer, muitas das palavras que utilizamos diariamente na língua portuguesa, têm origem no árabe: açúcar (as-sukar, areia branca), aldeia (Al-daiá, povoação), alface (al-khaç – veio a substituir o latim lactuca, leitosa, leituça, leituga), algodão (al-kutun), almofada (al-mukhadda de khadd, face), azeite (az-zayt, substitui óleo, óleo de oliva), azulejo (al-zuleij, pedra pintada)….

Confira uma lista de palavras portuguesas de origem árabe.

A verdade é que existem centenas de arabismos no idioma português, devido a influencia que deixaram os árabes há mais de 700 anos vivendo na região da península ibérica. O mesmo aconteceu com a língua espanhola, depois do latim, o árabe foi a língua que mais influenciou o espanhol.

Agora nós queremos saber, você já estudou ou está começando a estudar árabe? Deixe seu comentário e compartilhe conosco sua experiência!

Traduzido e adaptado por HR Idiomas de 10 curiosidades sobre el idioma árabe que no te dejarán indiferente (em espanhol).